IF YOU WANT,YOU CAN LISTEN MUSIC

quarta-feira, 14 de julho de 2010

"Passando as redes"

É um óleo com 90x60cm, que estou a pintar neste momento. Ainda não está terminado, mas falta pouco. Mais uma tela inspirada num dos momentos que vivi e vi na tão referida viagem ao Vietname.
Os Vietnamitas usam este tipo de estrutura para pescar em quantidade. Este é o momento em que as redes estão erguidas e prontas a ser lançadas à água para apanhar o peixe. É uma armação enorme, que vai margem a margem do rio que passa por Hoi An, uma pequena e pitoresca cidade na costa Sudoeste, com cerca de 120 mil habitantes. Tem um porto bastante movimentado, uma vez que a pesca é o seu principal meio de sustento, para além do turismo. E foi aqui que me inspirei. Só esta cidade tem motivos pictóricos, que dava para passar o resto da minha vida a pintá-la. A característica e harmoniosa arquitectura da cidade é um outro motivo de encanto. Esta pintura é a reminiscência de um dos momento que eu achei engraçado, porque os pescadores, nos seus pequenos barcos e donos dum equilibrio de deixar qualquer ocidental fascinado e boquiaberto, em pé, passam por debaixo das redes sem macular ou estragar seja o que for e sem ficar 'enredados' nas enormes redes. Só visto...É fascinante. Isto e a serenidade das pessoas, junto com os esplendorosos pôr-do-sol, deixa-nos com vontade de não mais sair desta cidade.
Na foto seguinte vê-se um pescador que irá depois passar por baixo das redes que, neste momento, estavam a ser mergulhadas no rio para mais uma pescaria :).

No rio de Hoi An (Foto de Inês Dourado)

E já agora aproveito e coloco aqui também uma foto, que tirei pela manhã, com a 'engrenagem' que eles usam para esticar, erguer ou mergulhar estas redes (e reparem como a miúda está de pé sobre o barco ... como se estivesse em terra firme. Neste momento estava-se a pentear: reparem que ela tem um pente na mão, à vossa direita:) ).
No rio de Hoi An, Vietname (foto de Inês Dourado)
Aliás, muitas familias vivem mesmo nos barcos ou mesmo em 'casas flutuantes'(como acontece na paradisíaca baía de Ha Long, como podemos ver nas fotos seguintes )

"Casas flutuantes" na baía de Ha Long, Vietname (fotos de Inês Dourado)

2 comentários:

Psycho disse...

Reparei que tem (tens?) andado um pouco desaparecida... As férias são sempre boas para "desaparecer" um bocadinho!

E sempre achei impressionante a paciência, a calma e a organização dos países asiáticos... Deve ser isso que os fazem tão únicos e tão ricos! (Um desabafo, eu gostava de viver no Japão, nos cantos mais calmos e com mais biodiversidade)

arteminorca disse...

Muito forte! Duas coisas em comum comigo. Sou licenciada em Filosofia e pinto nas horas vagas (que nem por sombras se compara a esta arte!). Já sou seguidora! Lu