IF YOU WANT,YOU CAN LISTEN MUSIC

sábado, 4 de outubro de 2008

"Luar de Inverno", Óleo s/tela, 50x40cm

Por que tens, por que tens olhos escuros

E mãos lânguidas, loucas e sem fim

Quem és, quem és tu, não eu, e estás em mim

Impuro, como o bem que está nos puros?

Que paixão fez-te os lábios tão maduros

Num rosto como o teu criança assim

Quem te criou tão boa para o ruim

E tão fatal para os meus versos duros?

Fugaz, com que direito tens-me presa

A alma que por ti soluça nua

E não és Tatiana e nem Teresa:

E és tampouco a mulher que anda na rua

Vagabunda, patética, indefesa

Ó minha branca e pequenina lua!

(autor: Vinicius de Moraes)

3 comentários:

Tentativas Poemáticas disse...

Olá Inês
Não tem publicado.
Desejo que esteja tudo bem consigo.
Bom fim-de-semana.
Beijinho
António

Inês Dourado disse...

Olá António
Não, não tenho publicado porque o tempo escasseia. Estou a acabar a lic.de Histªde Arte e ñ tenho mesmo tido tempo. Mas, assim que tenha umas feriazitas, porei a escrita em dia :)
Abraço e Obrigada

Inês

Blog do Pedro Carlos disse...

Oi. Nossa, estava apssando por aqui e seus quadros me chamaram a atenção. Você pinta muito bem, meus parabéns. E escreve bem também. Este em particular eu adorei. Muito bom! Admiro vocês artistas.
Abraço! ^^